sexta-feira, 12 de novembro de 2010



'Tento esquecer-te. Deixei de falar de ti e de dizer o teu nome, deixei de o desenhar no espelho da casa de banho, quando o vapor inunda todas as superfícies. Em vez disso, tenho o coração embaciado de dúvidas e o olhar desfocado pelo absurdo do teu silêncio continuado, o olhar de quem aprende a adaptar-se a uma luz desconhecida, a uma nova realidade.'

3 comentários:

Sarah disse...

Muito bom o blog!
Aprenda sim a adaptar-se a essa nova realidade! Seja feliz.
Beijos!

anna disse...

amo, amo e amo :o

anna disse...

ora essa (: